segunda-feira, 23 de junho de 2014

A CANETA

                             Tendo a caneta na mão!
                              tudo se pode escrever,
                              escrevemos,sobre a vida.
                              Até a morte aparecer.

                              Perdi tanto  nesta vida.
                              No Amor,e a sofrer,
                              mas isso já não importa.
                              Se aqui estou a escrever.   

                              Escrevo tudo,o que sinto.
                              Por muito que já passei,
                              estou Feliz de caneta.
                              E escrevo o pouco que sei.
Com o papel em branco!
e minha caneta na mão
escrevo coisas e apago.
Saídas do coração.

Saídas do coração,
que passo para o papel
umas tristes ,outras boas.
Outras que sabem a fel.

Outras que sabem a fel,
como a morte de minha mãe
assim passo para o papel.
Tudo o que o coração contêm.
felizarda.d.f.

**********************

O que o coração contêm!
nem tudo posso escrever,
são coisas da minha vida.
Nem todos podem saber.
*
Nem todos podem saber,
pois nada lhes diz respeito
são coisas de uma Mulher.
Que só ela leva ao peito.
*
Que só ela leva ao peito,
coisas boas outras más
o coração de mulher.
De tudo ele é capaz.
Eu
Amor,Dor,e Poesia!
trago no coração,
pego na  minha caneta.
Pra" aliviar a pressão.
II
faz diminuir o peso ,
que trago no coração,
abranda coisas da vida.
Com a caneta na Mão.
III
Este sorriso é engano,
que tenho na minha face,
um sorriso silencioso.
Muitas vezes um disfarce.

Culpas
Culpas e mais culpas,
nomes e mais nomes,
é muito fácil apontar.
E muito fácil acusar.
quem sou
I
Só Deus sabe o que sou!
só ele me pode  julgar,
se tenho ou não qualidade.
Pra" ele me Perdoar.
II
Todos são Juiz ou Árbitro,
na vida de outro alguém,
mas não olham os seus erros.
Mesmo porque não convém.
Sinto dor no coração!
da Terra onde nasci,
por seres enxovalhada.
Onde antes nunca ouvi.
Tens tudo para dar,
a quem te for visitar,
mas não tens o que precisas .
Que é um bom Governar.
Ilha de tantos Amores,
de saudades da tua praia,
que fazem esses Senhores.
Pra"não dizer essa laia.
felizarda.
És uma beleza única!
que não sabem aproveitar,
só fazem pequenas coisas.
Para tentar engodar.
O Engodo serve para o peixe,
para o poder pescar,
mas muitas vezes o peixe.
Não se deixa apanhar.
O peixe é inteligente,
e não se deixa apanhar,
como os que andam ,em terra.
Por pouco se deixam levar.
felizarda.
Eu ai não estou !
mas sinto no coração,
quando leio,uma notícia.
Me viro logo um trovão.
Á quem diga que eu não tenho.
sentimentos a valer,
me vão chamar vários nomes.
No que estou a escrever.
Isso a mim,não interessa,
e nem dou grande valor,
sempre soube que o justo.
Paga pelo pegador.


                                




                
                                     
                                         
               

       
                             

   
                               
                                                  

Sem comentários:

Enviar um comentário

Queridos amigos podeis fazer vossos comentários.