segunda-feira, 23 de junho de 2014

PALAVRAS

                               Palavras,são como as folhas!
                               que voam com o vento,
                               mas poucas chegam a ir.
                               Ao Palácio de S.Bento.
O  meu Pai, me  dizia !
têm cuidado com a caneta,
porque todo o Mundo gira.
A base de tinta preta.


 O meu Pai.
Sempre tive muito orgulho,
no Pai que Deus me deu
pois não podia ser melhor.
Pois sempre me compreendeu.
II
No meu primeiro trabalho,
foi ele o meu companheiro,
sempre me deu bons concelhos.
E nunca pediu o dinheiro.
III
Sempre comemos juntos,
aquilo que se podia,
ele colocava na mesa.
E ali  eu e ele comia.
Amo o meu Pai e sempre amarei,e não venha a mim ninguém dizer esquece  o passado  e vive o presente.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Queridos amigos podeis fazer vossos comentários.